Dia Mundial da Saúde - 07 de Abril

“Assim como o sorriso é o cartão de visita do rosto, a boca é o centro de tudo, ou seja, a porta de entrada para o organismo.” (blog.saude.gov.br)

A Organização Mundial da Saúde (OMS) criou o Dia Mundial da Saúde em 1948, para alertar sobre os principais problemas que podem atingir a população mundial. E o dia 07 de abril passa a ser a data oficial a partir de 1950.

Neste ano, o tema é “2021, o Ano Internacional dos Trabalhadores da Saúde e Cuidadores”, em vista dos enormes sacrifícios que estes profissionais têm feito para o enfrentamento da pandemia causada pelo vírus SARS-CoV-2.

Entre os trabalhadores da Saúde e cuidadores obviamente se encontra o Odontólogo, especializado em via oral, por onde saem os vírus da Covid 19, pandemia terrível que tanto interferiu na saúde física, mental e social de toda a raça humana, em escala mundial.

O tema ‘saúde’ é muito amplo. Para a OMS, conceitualmente saúde “é um estado de completo bem-estar físico, mental e social e não apenas ausência de doença ou enfermidade.”

Pontualmente, o que se pode dizer de ‘bem-estar’? Há palavras que expressam sentido semelhante como tranquilidade, contentamento, satisfação e conforto. O seu contrário é mal-estar, desgosto, desassossego, insatisfação, desconforto. Tudo e seu contrário estão entrelaçados física, mental e socialmente. A parte não se separa do todo e o todo não se separa da parte. Portanto, o ser humano saudável precisa ser visto em sua totalidade, levando em conta o corpo – mas não somente – também o que vai em sua cabeça e em sua relação com as pessoas e meio ambiente.

Como somos o que pensamos e acreditamos, cuidar de nossos pensamentos é fundamental. Cuidar do outro, porque eu sou o outro de quem se relaciona comigo, e cuidar de minhas e nossas relações pessoais também é fundamental. 

Estar no mundo significa ocupar, com outras pessoas, um espaço em um determinado tempo, por isso nos afetam o meio e a época em que vivemos. Somos todos interdependentes. Somos, em muitos aspectos, frutos do meio, de nosso tempo, de nossa história e da história de toda a humanidade.

O cirurgião dentista é um profissional que cuida da boca, porta de entrada de tudo que fisicamente alimenta o corpo. Logo a saúde bucal tem relação direta com o bem-estar físico, mental e social das pessoas por consequência com a segurança, autoestima e sucesso pessoal, profissional, social, político e econômico do indivíduo. 

Em tempos de Covid19, fala-se muito do uso de máscara, de higienização principalmente das mãos e de isolamento social.

A máscara protege uma parte do corpo – a boca – que afetará o todo. A higienização das mãos minimizará a contaminação do meio, porque as mãos são verdadeiros veículo físicos de interação entre os seres vivos e inanimados pelo toque, pelo tato, pelo com+tato. E o isolamento social passa a ser um grande desafio, porque na medida em que nós o praticamos, por consequência, nós nos diminuímos como seres sociais e nos empobrecemos como o carvão que se apaga quando se separa da lareira.

Contaminar etimologicamente significa transferir manchas ou marcas por contato, ou juntar dois ou mais elementos em um só. O que está em nosso corpo se transfere para o ambiente e as mãos se incumbem de fazer o restante do trabalho. No teatro clássico grego, a contaminação era a fusão de várias comédias em um só espetáculo. O sentido geral, na essência, é o mesmo até hoje.

Como viver durante muito tempo em isolamento social, de forma saudável é a grande pergunta. Somos essencialmente seres políticos gregários, precisamos de pessoas, a solidão nos afeta, dependemos da relação com os outros e do meio-ambiente em que vivemos para nossa evolução.
Se vivêssemos sós não haveria necessidade de impedir a saída de nossos fluidos orais, que transportam nossos micro organismos e contaminam o ambiente em que nos encontramos. Se isolados socialmente, não nos contaminamos de nós mesmos. Mas podemos viver “descontaminados” dos outros?

Vê-se que cuidar da boca é importante para cuidar do outro, para cuidar do ambiente em que vivemos, cuidar da sociedade em que nos encontramos. Neste contexto, o odontólogo adquire importância que transcende em muito a própria ciência odontológica.

Em uma época de tanta complexidade, vamos valorizar o trabalho do Odontólogo e da ciência odontológica, sem os quais a saúde global e o bem-estar dos seres humanos não seria possível.

Woson
Biossegurança responsável

Escrito por:

  • Depoimento - Waldomiro Peixoto
    Waldomiro Peixoto
    Consultor Técnico Woson