Qual a diferença entre ‘TNT’ e ‘SMS’?

 

Há muitas dúvidas em torno destes dois ‘tecidos’, principalmente entre os profissionais que atuam em CME – Centros de Materiais e Esterilização, por se encontrarem muito presentes em sua rotina. Em tempos de pandemia, as dúvidas se potencializaram.

De forma simplificada e didática, seguem algumas explicações.

TNT é a abreviatura de ‘tecido-nãotecido’ e SMS a de ‘spunbond-meltblown-spunbond’. Tecnicamente, o TNT é um material fabricado a partir de uma liga de fibras e um polímero (polipropileno) que são unidos e colados por calor ou pressão. Segundo a ABNT/TB-392, o ‘tecido’ é uma estrutura produzida pelo entrelaçamento de um conjunto de fios de urdume, e outro conjunto de fios de trama, formando ângulo de (ou aproximadamente) 90°. Já o SMS possui trama aleatória e desorganizada como os tecidos comuns.

A norma ABNT NBR-13370 informa que o TNT possui uma estrutura plana, flexível e porosa, composta de véu ou manta de fibras ou filamentos, consolidados por fricção, adesão, ou coesão – ou até mesmo a fusão destes processos todos. No mercado internacional, o TNT é conhecido por *’nonwoven’* em inglês, *’nontissé’* em francês, *’vliesstoffe’* em alemão, *’nontessuto’* em italiano e *’notejido’* em espanhol. Portanto, é uma terminologia de conhecimento mundial.

 

   

 

E o SMS? É um tri-tecido laminado, com três mantas de filamentos aleatórios unidos termicamente. Compõe-se de fibras 100% polipropileno de estrutura plana, flexível e porosa. A tecnologia spunbond resulta em uma lâmina com estrutura mecanicamente resistente e a tecnologia meltblown outra estrutura microbiana com barreira de até 3 µ, que retém microrganismos e outros elementos iguais ou acima dessa medida. A camada meltblown, que é a barreira microbiana, se coloca entre duas camadas spunbond.

 

                                               

 

Há perguntas frequentes sobre lavar e / ou esterilizar para reaproveitar TNT e SMS. Conforme os especialistas, nunca se lava o TNT para o uso pretendido. É passível, no entanto, de esterilização a +121°C por 20 minutos ou +134°C por 4 minutos. Importante lembrar que o TNT não é barreira microbiana, por não possuir capacidade de filtração necessária para este tipo de aplicação. Já o SMS, que possui a barreira laminada microbiana de meltblown entre duas lâminas de spunbond, não se lava, não se esteriliza, não se reaproveita; usa-se e se descarta!

 

Este é o jeito Woson de praticar Saúde!

 

 

 

Texto Escrito por

  • Depoimento - Dr. Fernando Bustamante
    Dr. Fernando Bustamante
    Especialista em Gestão de Central de Esterilização pela Universidad de La Coruña (Espanha) e membro da ABIMO, ISO, IVT e Ministério da Saúde na especialidade.